;

31 de dezembro de 2010

Não seria legal ?

2010 se vai com a certeza de que estive muito pouco junto aos meus amores.
Talvez por falta de tempo, talvez por falta de saco, talvez por falta de opção.
Mas proponho a 2011 que me permita estar mais presente, criar mais oportunidades, ser mais participativa e paciente.
Que o ano 4 na numerologia seja mais condescendente com meu tempo x minhas necessidades.
E que eu possa amar ainda mais.
Wouldn´t be nice ?

                                                         The Beach Boys - Wouldn't Be Nice  (trilha sonora de um dos meus filmes preferidos)

12 de dezembro de 2010

AQUI

Eu estou aqui.
Monótona, cansada, estafada.
Mas aqui.
Encolhida, guardada, escondida.
Mas sempre aqui.
Lúcida, límpida, detrás do vidro.
Não pense que sumi.
Estou aqui.
Saudosa, voluntariosa, espalhafatosa.
E não tão longe.
Intelectual às vezes, fútil em muitas outras.
Pronta pra rir.
Esperançosa, zelosa, manhosa.
Mulherzinha.
Menininha.
E sempre aqui.
Enlouquecida, parcimoniosa, viciada.
Desacostumada, hipotética, enciumada.
Mas você me acha no mesmo lugar.
Aqui, sempre.
Dentro de mim mesma.

11 de dezembro de 2010

BUSCA

Se encontrar não é tão fácil.
Nem é rápido como buscar numa placa o caminho para o lugar que você não conhece.
Ou como seguir alguém para chegar não sei onde.
Requer tolerância consigo mesmo, com o que pode dar errado durante a busca.
Mesmo que ela não te leve a lugar algum dentro de si mesma.

                                                                 
Texto: Micheline Mustafa


6 de dezembro de 2010

LOOP

Para quem não conhece o conceito de LOOP, trata-se de uma terminologia assim nomeada por estudiosos de informática para definir uma confusão criada e que não possui uma explicação concreta para solução do problema...

Bem, vou tentar explicar em poucas palavras esta famosa terminologia:
Diz-se que um programa de computação "entrou em loop" quando acontece a seguinte situação:


O diretor chama sua secretária e diz:
- Senhorita Vanessa: Tenho um seminário na Argentina por uma semana e quero que você me acompanhe. Por favor, faça os preparativos da viagem...
A secretária liga para seu marido:
- Alô, João! Vou viajar para o exterior com o diretor por uma semana. Cuide-se meu querido!
O marido liga para sua amante:
-Eleonor, meu amor. A bruxa vai viajar para o exterior por uma semana, vamos passar esta semana juntos, minha princesa ....
No momento seguinte, a amante liga para o menino para quem dá aulas particulares:
- Joãozinho, estou com muito trabalho esta semana e não vou poder te dar aulas ....
A criança liga para seu avô:
-Vovô, esta semana não terei aulas, minha professora estará muito ocupada. Vamos passar a semana juntos?
O avô (que é o diretor desta história) chama imediatamente a secretária:
Senhorita Vanessa venha rápido - Suspenda a viagem, vou passar a semana com meu netinho que não vejo há um ano, por isso não vamos participar mais do seminário. Cancele a viagem e o hotel.
A secretária liga para seu marido:
- Ai amorzinho! O babaca do diretor mudou de idéia e acabou de cancelar a viagem.
O marido liga para sua amante:
-Amorzinho, desculpe! Não podemos mais passar a semana juntinhos! A viagem da mocréia da minha mulher foi cancelada.
A amante liga para o menino a quem dá aulas particulares:
-Joãozinho, mudei os planos: esta semana teremos aulas como de costume.
A criança liga para o avô:
- Puta merda vovô! A véia da minha professora me disse que terei aulas. Desculpe mas não poderemos ficar juntos esta semana.
Seu avô liga para a secretária:
- Senhorita Vanessa , meu neto acabou de me ligar e dizer que não vai poder ficar comigo essa semana, porque ele terá aulas. Portanto dê prosseguimento à viagem para o Seminário.


Entendeu agora o que é um LOOP ????

autor desconhecido

3 de dezembro de 2010

PONTO DE VISTA

ACHA QUE PODE TUDO...


                                                                      PODE TUDO !



NÃO TÁ PODENDO MAIS TANTO ASSIM...




25 de novembro de 2010

Querido Coração!


Querido coração,

se apaixone apenas quando estiver pronto,

não quando estiver se sentindo sozinho.


                            
             
                                                                            by  Jhuly Johns

24 de novembro de 2010

CHORONA !

                                        
Uma bela mulher sai de um bar cambaleando de bêbada.
Ela caminha em direção ao seu automóvel, um BMW novíssimo e com a chave, tenta abrir a porta, mas o seu estado alcoólico não o permite.
Quando se abaixa um pouco para se aproximar da fechadura acaba por cair e ficar sentada de pernas abertas ao lado da porta.
 Desesperada com a situação, olha para baixo e reparando que não está com calcinha, começa a falar com a sua própria "perereca":

"Vc paga o carro...
Vc paga as jóias...
Vc paga as minhas plásticas...
Vc me dá tanto dinheiro...
Vc permite que eu escolha o homem que me agrade....
Vc paga a casa que comprei... vc..."

De repente começa a urinar-se e diz:

"Não precisa chorar!!! Eu não estou zangada contigo, tô só conversando!!!"


Desconheço o autor, mas é o máximo!!



POBRE SEMPRE DÁ UM JEITO

Acabou o gás?
Pobre dá um jeito!

Esqueça todas as gambiarras que você já viu.

21 de novembro de 2010

Cale a boca, povo do Nordeste!

Por José Barbosa Junior

A eleição de Dilma Rousseff trouxe à tona, entre muitas outras coisas, o que há de pior no Brasil em relação aos preconceitos. Sejam eles religiosos, partidários, regionais, foram lançados à luz de maneira violenta, sádica e contraditória.

Já escrevi sobre os preconceitos religiosos em outros textos e a cada dia me envergonho mais do povo que se diz evangélico (do qual faço parte) e dos pilantras profissionais de púlpito, como Silas Malafaia, Renê Terra Nova e outros, que se venderam de forma absurda aos seus candidatos. E que fique bem claro: não os cito por terem apoiado o Serra… outros pastores se venderam vergonhosamente para apoiarem a candidata petista. A luta pelo poder ainda é a maior no meio do baixo-evangelicismo brasileiro.
Mas o que me motivou a escrever este texto foi a celeuma causada na internet, que extrapolou a rede mundial de computadores, pelas declarações da paulista, estudante de Direito, Mayara Petruso, alavancada por uma declaração no twitter: “Nordestino não é gente. Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado!”.
Infelizmente, Mayara não foi a única. Vários outros “brasileiros” também passaram a agredir os nordestinos, revoltados com o resultado final das eleições, que elegeu a primeira mulher presidentE ou presidentA (sim, fui corrigido por muitos e convencido pelos “amigos” Houaiss e Aurélio) do nosso país.
E fiquei a pensar nas verdades ditas por estes jovens, tão emocionados em suas declarações contra os nordestinos. Eles têm razão!
Os nordestinos devem ficar quietos! Cale a boca, povo do Nordeste!
Que coisas boas vocês têm pra oferecer ao resto do país?
Ou vocês pensam que são os bons só porque deram à literatura brasileira nomes como o do alagoano Graciliano Ramos, dos paraibanos José Lins do Rego e Ariano Suassuna, dos pernambucanos João Cabral de Melo Neto e Manuel Bandeira, ou então dos cearenses José de Alencar e a maravilhosa Rachel de Queiroz?

Só porque o Maranhão nos deu Gonçalves Dias, Aluisio Azevedo, Arthur Azevedo, Ferreira Gullar, José Louzeiro e Josué Montello, e o Ceará nos presenteou com José de Alencar e Patativa do Assaré e a Bahia em seus encantos nos deu como herança Jorge Amado, vocês pensam que podem tudo?
Isso sem falar no humor brasileiro, de quem sugamos de vocês os talentos do genial Chico Anysio, do eterno trapalhão Renato Aragão, de Tom Cavalcante e até mesmo do palhaço Tiririca, que foi eleito o deputado federal mais votado pelos… pasmem… PAULISTAS!!!
E já que está na moda o cinema brasileiro, ainda poderia falar de atores como os cearenses José Wilker, Luiza Tomé, Milton Moraes e Emiliano Queiróz, o inesquecível Dirceu Borboleta, ou ainda do paraibano José Dumont ou de Marco Nanini, pernambucano.

Ah! E ainda os baianos Lázaro Ramos e Wagner Moura, que será eternizado pelo “carioca” Capitão Nascimento, de Tropa de Elite, 1 e 2.

Música? Não, vocês nordestinos não poderiam ter coisa boa a nos oferecer, povo analfabeto e sem cultura…
Ou pensam que teremos que aceitar vocês por causa da aterradora simplicidade e majestade de Luiz Gonzaga o rei do baião? Ou das lindas canções de Nando Cordel e dos seus conterrâneos pernambucanos Alceu Valença, Dominguinhos, Geraldo Azevedo e Lenine? Isso sem falar nos paraibanos Zé e Elba Ramalho e do cearense Fagner…
E Não poderia deixar de lembrar também da genial família Caymmi e suas melodias doces e baianas a embalar dias e noites repletas de poesia…
Ah! Nordestinos…
Além de tudo isso, vocês ainda resistiram à escravatura? E foi daí que nasceu o mais famoso quilombo, símbolo da resistência dos negros á força opressora do branco que sabe o que é melhor para o nosso país? Por que vocês foram nos dar Zumbi dos Palmares? Só para marcar mais um ponto na sofrida e linda história do seu povo?
Um conselho, pobres nordestinos. Vocês deveriam aprender conosco, povo civilizado do sul e sudeste do Brasil. Nós, sim, temos coisas boas a lhes ensinar.
Por que não aprendem conosco os batidões do funk carioca? Deveriam aprender e ver as suas meninas dançarem até o chão, sendo carinhosamente chamadas de “cachorras”. Além disso, deveriam aprender também muito da poesia estética e musical de Tati Quebra-Barraco, Latino e Kelly Key. Sim, porque melhor que a asa branca bater asas e voar, é ter festa no apê e rolar bundalelê!
Por que não aprendem do pagode gostoso de Netinho de Paula? E ainda poderiam levar suas meninas para “um dia de princesa” (se não apanharem no caminho)! Ou então o rock melódico e poético de Supla! Vocês adorariam!!!
Mas se não quiserem, podemos pedir ao pessoal aqui do lado, do Mato Grosso do Sul, que
lhes exporte o sertanejo universitário… coisa da melhor qualidade!
Ah! E sem falar numa coisa que vocês tem que aprender conosco, povo civilizado, branco e intelectualizado: explorar bem o trabalho infantil! Vocês não sabem, mas na verdade não está em jogo se é ou não trabalho infantil (isso pouco vale pra justiça), o que importa mesmo é o QUANTO esse trabalho infantil vai render. Ou vocês não perceberam ainda que suas crianças não podem trabalhar nas plantações, nas roças, etc. porque isso as afasta da escola e é um trabalho horroroso e sujo, mas na verdade, é porque ganha pouco. Bom mesmo é a menina deixar de estudar pra ser modelo e sustentar os pais, ou ser atriz mirim ou cantora e ter a sua vida totalmente modificada, mesmo que não tenha estrutura psicológica pra isso… mas o que importa mesmo é que vão encher o bolso e nunca precisarão de Bolsa-família, daí, é fácil criticar quem precisa!
Minha mensagem então é essa: – Calem a boca, nordestinos!
Calem a boca, porque vocês não precisam se rebaixar e tentar responder a tantos absurdos de gente que não entende o que é, mesmo sendo abandonado por tantos anos pelo próprio país, vocês tirarem tanta beleza e poesia das mãos calejadas e das peles ressecadas de sol a sol.
Calem a boca, e deixem quem não tem nada pra dizer jogar suas palavras ao vento. Não deixem que isso os tire de sua posição majestosa na construção desse povo maravilhoso, de tantas cores, sotaques, religiões e gentes. Calem a boca, porque a história desse país responderá por si mesma a importância e a
contribuição que vocês nos legaram, seja na literatura, na música, nas artes cênicas ou em quaisquer situações em que a força do seu povo falou mais alto e fez valer a máxima do escritor: “O sertanejo é, antes de tudo, um forte!”
Que o Deus de todos os povos, raças, tribos e nações, os abençoe, queridos irmãos nordestinos!

Por José Barbosa Junior





22 de outubro de 2010

CRISE MASCULINA

Quando eu completei 25 anos de casado, introspectivo, olhei para minha esposa e disse:


- Querida, 25 anos atrás nós tínhamos um fusquinha, um apartamento caindo aos pedaços, dormíamos em um sofá-cama e víamos televisão em uma TV preto e branco de 14 polegadas. Mas, todas as noites, eu dormia com uma mulher de 25 anos.
E continuei:

- Agora nós temos uma mansão, duas Mercedes, uma cama super King Size e uma TV de plasma de 50 polegadas , mas eu estou dormindo com uma senhora de 50 anos. Parece-me que você é a única que não está evoluindo.

Minha esposa, que é uma mulher muito sensata, disse-me então, sem sequer levantar os olhos do que estava fazendo:


- Sem problemas. Saia de casa e ache uma mulher de 25 anos de idade que queira ficar com você. Se isso acontecer, com o maior prazer eu farei com que você, novamente, consiga viver em um apartamento caindo aos pedaços, durma em um sofá-cama e não dirija nada mais do que um fusquinha.


Sabe que fiquei curado da minha crise de meia-idade?

E PRÁ COMPLETAR...

- Querida, me responda, onde está aquela mulher linda e gostosa com quem eu me casei ?

Ela me respondeu, ainda sem levantar os olhos do que estava fazendo:


- Querido! Você a comeu, olhe bem o tamanho de sua barriga!


ps...nao sei quem são os autores, mas achei o máximo esse texto.

6 de outubro de 2010

Se beber, não passe email


"Se beber não passe email. As chances de dar merda, ora, são enormes. Pedir alguém que você mal viu em casamento, desmanchar o namoro dos sonhos, sabotar os projetos em andamento, escrever pornografia para a madre superiora do Colégio das Damas, xingar o amigo, zoar o freguês, desonrar o(a) parceiro (a), desmerecer os carinhos, atordoar os sentidos, desmascarar os ímpios, passar óleo de peroba na cara dos eventuais incorruptíveis, desmoralizar o ombudsman, entregar as Bovarys e os dons Juans com farta distribuição na rede de fotinhas digitais...


Ao sair para beber, deixe o computador desligado, travado, imploda as tomadas, faça uma barreira na porta do escritório, ponha um rastro de cascas de bananas para que você desabe no chão antes de alcançar a máquina de alta periculosidade. Faça tudo, amigo(a), que dificulte a volta [do boteco] direito para o outlook da insensatez, o gmail das perdições, a pororoca de um spam cardíaco, a irrecuperável ressaca moral dos itens enviados."


O texto acima foi publicado por Xico Sá em seu blog http://carapuceiro.zip.net/
e republicado com comentários por Marcelo Rubens Paiva http://blog.estadao.com.br/blog/marcelorubenspaiva




5 de outubro de 2010

AGORA É VERDADE


Eu sabia que era você, desde o inicio.
Chegando com a mansidão dos despretensiosos que querem, sem parecer querer.
Invadindo, quebrando portas, devassando as janelas de um íntimo que antes estava selado.
Eu sabia que faria estragos tão logo se desse conta de que eu estava totalmente a mercê dos seus olhos.
Eu sabia que era você.
Roubando meu ar, me fazendo respirar pela pele, açoitando minha vontade.
Sabia que meu mundo em conserva teria sabor em teus lábios.
Eu sabia que era você, desde o início.
Sabia que seria meu gozo, minha razão, minha controvérsia, meu ninho.
Só não sabia que um dia tudo seria verdade.



Escrevi esse texto em Homenagem a minha amiga Débora, que vai realizar o sonho da vida dela: CASAR COM SEU GRANDE AMOR.

22 de setembro de 2010

FÉRIAS

Passadinnha básica pra dizer que o POLAROIDES está de recesso até que eu retorne das minhas curtas férias. Afinal, descanso total tem que ser sem computador, telefone e emails.
A partir do dia 27, estou de volta.

Beijos/Kisses/Bejos

14 de setembro de 2010

ELA FEZ FOTOGRAFIA


"E então ela resolveu fazer fotografia.
Porque ora podia mentir, ora podia se maquiar.
Consegue agora escolher o melhor rosto, o melhor ângulo, a melhor mesa de qualquer restaurante.
Fotografia não precisa ter música, pois basta a qualquer olheiro imaginar a melodia preferida enquanto são reveladas as sombras, os gestos e os retoques.
Hoje ela manda na própria poesia, escolhe seu futuro e o melhor ensejo para registrar sua tragédia.
Voltou a fumar, dedica o final do dia a uma cerveja e a madrugada para conversar com qualquer alguém.
Ela resolveu fazer fotografia porque basta somente a ela escolher quem vai parar no retrato ao lado da cama: sua ignorância ou qualquer ignorante.
Porque basta a ela revelar apenas o que quer."


Texto: Marcelo Mayer

13 de setembro de 2010

Trailer COMER REZAR AMAR - Estreia 01 out no Brasil

             

Para quem leu o livro da Liz Gilbert  e está ansioso pela estréia do filme, estrelado por Julia Roberts, a espera acabou. A previsão de estréia no Brasil é dia 01 de outubro.
"COMER REZAR AMAR" é baseado no livro homônimo de Elizabeth Gilbert e chega aos cinemas brasileiros trazendo James Franco, Javier Bardem, Viola Davis, Richard Jenkins no elenco.A protagonista tem tudo que uma mulher sonha - um marido, uma casa e uma carreira de sucesso. Mas ainda assim ela se encontra perdida, confusa e ainda à procura do que realmente importa na vida.
Agora divorciada, ela sai de sua zona de conforto, arriscando tudo para mudar sua vida e embarcando em uma jornada ao redor do mundo e em busca de autoconhecimento. A viagem para a Italia, India e Bali muda absolutamente o rumo de sua vida pessoal e profissional.

11 de setembro de 2010

Casamento é como um "COMBO"

                          
                                               (foto que tirei do casamento de meu irmão)

Um dia, lá pelos confins do passado, um grande amor me arrebatou de vaidade ao me pedir em casamento.
O gesto coroava o encontro mágico que tivemos e embora eu estivesse absolutamente apaixonada aos 22 anos, uma certeza era latente: casamento era como dizer “NÃO” ao resto de minha vida.
E então, eu disse "NÃO" a ele.
Deixar a boemia e a construção de meus alicerces profissionais naquele momento era uma decisão que antecipava (eu diria precipitava) um futuro para o qual eu não estava preparada. Não via mudando da terra do acarajé para a terra do congestionamento, de aliança no dedo e algema nos pulsos.
E olha que eu o amava. Mesmo ele sendo do Vasco.

Os tempos mudam.

Casamento agora me parece um “SIM”. Um "sim" com seus disfarces.

É como um “COMBO”, no qual você adquire aquilo que mais queria comer, mas tem que levar um plus só porque vale mais a pena pagar pelo conjunto.

A pergunta crucial que o padre faz aos noivos deveria ter um parêntese imenso com tudo o que a proposta inclui.

“Meus filhos, vocês aceitam um ao outro, amando-se e respeitando-se, mesmo na TPM e no desemprego, na trepada do século ou na brochada do milênio, até que a falta de vontade de estar um com o outro os separe?”



Antes de dizer “SIM”, deveria existir um tempo pra pensar no COMBO.

Dizer “SIM” à hipoteca da sua vida, sem tempo para financiamentos baratos.

Dizer “SIM” à falta de exclusividade do controle remoto, ao espaço inteiro da sua cama para rolar durante a noite e ao fato de passar a ser não mais você, mas SRA. fulana do tal. Se ele for um Pinto, dizer “SIM” ao fato do carregar o pinto nas costas (nada contra Pintos, juro!).

“SIM” também às vantagens que o sobrenome dele oferece e quanto à cama, se for king e ele for mega plus size, tudo bem!

Dizer “SIM” aos amigos cachaceiros que ele tem, sem bons modos, sem bons hábitos, sem bons antecedentes. E “SIM” às esposas que se tornarão suas amigas para o resto da vida, mesmo que o casamento delas acabe antes. Ou o seu.

“SIM” à infeliz idéia de ser telespectadora vip de todas as sessões de ronco que ele vai singelamente lhe oferecer, madrugada após madrugada, mesmo sem se dar conta. Ah, ok. Antes dos roncos, virão infindáveis orgasmos regados à “YES, YES, YES” (SIM, SIM, SIM).

“SIM” aos pedaços de unha cortados sobre o chão limpo da sua sala recém faxinada, aos cotonetes sob a pia do banheiro e aos outros tantos viciozinhos de limpeza enfadonhos que ele desenvolverá ao longo da vida. “SIM” também à falta desses vícios. 
Mas “SIM” para não estar sozinha no auge de uma febre e contar com maridinho para a tarefa de lhe dar banho.

“SIM” para o banho a dois cheio de safadeza na noite de uma terça-feira sem graça.

“SIM” para lisura, para conjecturas, para clausuras.

“SIM” para cenas de ciúme, para mancadas, para ciladas.

“SIM” para o consolo ou para o choro desenfreados porque ele não quer discutir a relação.

“SIM” para manifestos contra os seus bobs no cabelo e para os elogios que ele lhe fará diariamente. Ou de vez em quando.

“SIM” para temperamentos explosivos quando ele bater o carro e para o carro novo que ele comprar após a batida. “SIM” para a “inauguração” do carro novo.

“SIM” para azia, para idiossincrasia, para esquizofrenia.

“SIM” para paletós com corte italiano, para restaurantes mexicanos e para campeonatos sul-americanos.

“SIM” às metonímias inerentes ao homem e ao seu caráter predador. E a elas, dizer “SIM”, porque mulher gosta de ser “comida que mata a fome”

“SIM” para sua nova intimidade com a máquina de lavar+ as cuecas sujas dele. E para o fato de nem existir roupa que os separe na cama.

“SIM” para metade do domingo esfregando um carro, para o bode depois da feijoada, para a olhada indecorosa na vizinha.

“SIM” para a mão dada na hora da má noticia, para o casaco oferecido no frio do cinema, para a massagem nos seus pés esfacelados de dor.

“SIM” para o toque gentil em seu rosto sem maquiagem, “SIM” para defendê-la de tudo que pode machucá-la.

“SIM” para outra presença, mesmo quando tudo o que se quer é um pouquinho de si mesma. “SIM” para nunca mais se sentir só.
 
“SIM” quando antes dele tudo o que você ouviu foi um “talvez”, tudo o que você amou foi engano, tudo o que você desejou foi unilateral.

“SIM” pela módica quantia de passar os próximos anos da vida sendo dois, ao invés de apenas um.
Afinal, como eu disse, o casamento não passa de um COMBO.

Obs.: uma pena não estar à venda em qualquer lojinha de conveniência!


Texto: Mitchel Mustafa
Escrito onde: num vôo entre Recife e Salvador. Concluido no sofá do meu escritorio, num sábado sem aula.

10 de setembro de 2010

Conselhos Eróticos

                        

Morena: - Primeiro, pegue um bom homem, mas não caia de amores por ele. Finja que você é uma boa garota e inocente. Faça-o se sentir seu protetor.

loira: - Todas nós podemos fazer isso. Os caras só querem foder e se mandar.

Morena: - É porque você não fode com eles primeiro! Pelo menos, não assim... Sem que eles percebam, estude-os, deixem-os falar. Descubra suas fraquezas e paixões: dinheiro, carros, sei lá! Sucesso e trabalho... Quando descobrir, bajule. Depois que você escolher seu homem, renda-se a ele. Nunca no primeiro encontro. Ele vai te achar fácil. Mas também não espere tanto. Depois e 3 ou 4 encontros, dê o que ele quer. Dê prazer. Deixe ele pensar que só ele pode te fazer chegar ao clímax. Seja a mulher doce e feliz. Mas, não por muito tempo. De repente, na cama, pare de fingir. Quando ele perceber que não está te dando prazer, ficará desnorteado. Então, sem avisar, largue-o e comece a enganá-lo. Numa noite, se possível com outra mulher. Isso irá deixá-lo humilhado. Ele ficará louco e voltará de joelhos pra você.

Loira: - Isso funciona sempre?

Morena: - Frequentemente. Este é o mistério da natureza humana. Nós queremos aquilo que resiste ou escapa de nós.

Loira: - Quem te ensinou isso?

Morena: - A vida, minha mãe. Mas eu e ela, somos pobres. Eu também li muito. Fui a escola igual você. Isso não nos impediu de acabar no mesmo clube de strip. Nós mulheres, temos falta de confiança e ousadia. Alguém tem que estar sempre atrás de nós. É como se fosse numa sala de aula. Minha mãe me disse que eles ficam assim por uma razão. Elas não ousam subir. Seja ousada! É o que ela sempre dizia. Ela sabia da natureza humana.

Loira: Bem, nenhum cara nunca me fez sentir um orgasmo.

Morena: - Eu sei, tudo bem.

Loira: - Se você diz.


Morena: - Você logo vai entender. O que você faria com seu namorado?

Loira: - Fingiria.


Morena: - Por que?

loira: - Porque eu queria fazê-lo feliz.

Morena: - Não, você se sentiu culpada achando que o problema era você. Você estava errada. Lição número 3: Femmes Fatales são geralmente narcisistas ou lésbicas. Elas são frígidas com homens. Elas gozam quando querem, o que não acontece sempre. Essa é sua força. Como famosas cortesãs.

Loira: - Você quer fazer de mim uma garota de programa?

Morena: - Não, estou te ensinando sobre a vida. Agora, com famosas cortesãs os caras querem obter sucesso, onde outros falharam. O orgulho faz um homem gastar sua fortuna para serem vistos com elas. A frigidez funciona com os homens. O sexo te escraviza, mas o escravo precisa ser o outro. Agora você pode gozar sozinha, você é livre, entendeu?


Loira: - E o amor?


Morena: - Nosso inimigo Número 1! O verdadeiro risco. Na guerra, se você parar de pensar, você morre. Se você se apaixona, está perdido. Sua vida foi um mar de emoção até agora? Seja realista, ninguém irá te ajudar a mudar sua vida. O verdadeiro amor pode esperar.
                                       Filme: Secret Things 
                           Jean Claude Brisseau - 2002 - 115 min

Coração

“Comigo a anatomia ficou louca.

Sou toda coração.

Em todas as partes palpita.”


                                                                           Maiakovski

8 de setembro de 2010

POLAROIDES NA ESTRADA

O Polaroides é um blog de fotos e textos principalmente. Portanto, fazendo valer a proposta, vou publicar alguns de meus cliques por ai. Aos poucos, vou aprimorando o olho e a técnica. É uma questão de estudo e de tempo...porque inspiração não falta.


Amanhecendo em Novo Hamburgo da minha janela...

Amando na estrada de Santa Catarina...

Vendo o sol se deitar sobre o mar de Todos os Santos...

Aqui nessa terra, parte de minha familia teve origem... 
(Fazenda Gameleira- Caldas do Jorro/BA)

De bobeira, em Canoa Quebrada (Ceará)

Contraste na paisagem de Recife...

Caracol de agua sobre a gente (Canela- RS)

Constatação !

6 de setembro de 2010

EJACULAÇÃO PRECOCE: Tá me gozando ?


Ejaculação precoce
Enviado por pequenosdelitos. - Veja mais videos cômicos

É só sexo!


Vem
Larga esse laptop sobre a mesa e me atira sobre ela.
Devora-me, como as palavras lhe ensinam
Seja cafageste, só um pouquinho.
Eu imploro, faço biquinho.
Preenche todos os espaços entre minha lingua e a sua 
Suga-me antes que meu amor escorra.
Entao, de amor eu morra. Mas nao antes do fim...
Penetra em mim
Com o hálito dos amantes, em ondas inconstantes
Me embrulhe pra presente... depois desenrole
Me engole
Com os olhos devoradores de quem quer comer o  pacote
Rasgue meu vestido, começe pelo decote
Pro inferno as teorias de amor,
Quero seu rosto em meu sexo, sem nexo, sem pudor,
Faça meu corpo trepidar enquanto mordo o travesseiro
Me inverta de ponta a cabeça, me enlouqueça
Mas nao esqueça de me dedilhar
Procure todas as notas que você ainda nao aprendeu
Sou SOL, Quero LÁ
Me goza de plenitude
Aqui, sou eu.
Xerox de um corpo que quer o seu.
Mas não encana, nao fique perplexo.
A gente combinou, é só sexo.


31 de agosto de 2010

INFLUÊNCIA


Descobri o Marcelo Mendonça no Blog caralhaquatro.
As charges dele são ímpares ! Ele é um talento!

30 de agosto de 2010

PORQUE EU ODEIO AMAR VOCÊ


Odeio porque amando você, eu me esqueço de te odiar por te amar tanto.
Odeio saber que quando você volta, eu deixo, sem peguntas, sem palavras, sem porquês. Somente por te amar, eu deixo.
Odeio te amar e não te encontrar em qualquer lugar, assim por acaso, como se o amor e a casualidade fossem gêmeas que não podem viver separadas.
Odeio amar seus olhos infantis me olhando como um brinquedo novo, ainda embrulhado.
Odeio que me toque com a doçura quase enjoada de um romântico incurável, de um louco apaixonado querendo um beijo de sanidade.
Odeio que ocupe meu espaço de dentro, que me tome por completo, que seja profano enquanto meu amor é tão sagrado.
Odeio que seja parcial com meu corpo quando meu corpo quer se libertar do amor que sente pelo seu.
Odeio amar o que amo em você.
Odeio amar você sendo um chato incorrigível, sempre com a razão. Mesmo quando assume a sua culpa.
Odeio amar que se encaixe em mim como peça de montar e que se esqueça de desencaixar até que o dia amanheça.
Odeio que amanheça quando nos amamos em sonho, por isso odeio amar o sonho em que estou contigo.
Odeio te amar tanto por saber que mesmo querendo, nao consigo odiar o amor que tenho.


 
           (Onde: escrito enquanto estava na sala de embarque do aeroporto SSA, esperando um voo que estava atrasado)

28 de agosto de 2010

Eu sei, todo mundo quer um príncipe.


Eu sei, todo mundo quer um príncipe.
Mas pensa bem: não deve ser tão legal assim quanto parece.
Lembra das estórias da carochinha? Lembra dos contos dos Irmãos Grimm ?

          - ... quando os anõezinhos voltaram para casa, encontraram
          Branca de Neve desmaiada, com uma maçã envenenada nas mãos...

Particularmente, desconfio que foi aí que começou a porra do pecado.
Maça envenenada.
Anões em volta de uma mulher desacordada.
Principio de uma suruba, penso eu.
Me lembra os vídeos pornô das BRASILEIRINHAS.
Não que eu tenha visto, mas deve ser pitoresco anão transando.
Na verdade, penso que Branca de Neve deu uma sorte danada de encontrar um príncipe rico, com bom hálito, querendo tirá-la da vida de doméstica de anão.

Agora pergunto: se o príncipe não tivesse aparecido, será que a branquinha não teria sucumbido aos pequeninos ? Tanto homem para uma mulher só. Tudo bem, se juntasse os sete só dava dois e meio. Bom, certamente, se não desse certo o arranjo com um príncipe, ela iria procurar o sindicato das empregadas domesticas para regularizar sua situação.
Penso nos finais felizes de todos esses contos de fada. Tudo seria diferente hoje.
Cinderela, por exemplo.
Naquela época, se não existia Cristian Laboutin nas lojinhas da floresta, o que essa diaba calçava ?
O príncipe teria visto seus joanetes?
Ela teria vivido com um pé de sapatos único a vida toda, fazendo faxina e vestindo trapos ?

Rapunzel.
Será que não seria a precursora do movimento rasta-fari?
Hoje, com tanto cabelo , entraria para a igreja dos testemunhas de Jeová (com todo respeito ). Uma coisa é certa: chapinha ou escova ia ser um suplicio.

Maria e Joao.
Duas crianças com obesidade mórbida? Podiam estar na fila do SUS esperando pela redução de estômago.

E Otelo, que nem corno era?
Se fosse hoje, estaria no programa da Márcia Goldschimit contando pro Brasil inteiro o seu drama romântico.

Romeu e Julieta eu nem comento.
Se tivessem mandado um SMS um pro outro, nada daquilo teria acontecido.

As princesas seriam outras hoje em dia.
Prestariam concurso público, colocariam silicone nos seios e fariam filhos com sêmen do banco de esperma. Talvez engravidassem de craques de futebol. Ou de astros do Rock, o que é menos perigoso.

Tristes finais daqueles que se resumem a princesas condenadas à vida a dois num palácio sem TV a Cabo, dormindo com o mesmo príncipe chato, vestido naquela malha de lycra ridícula, no mesmo reino chato, com as mesmas pessoas chatas. Usando quilos de anáguas quentes, vivendo sem direito a um sexy shop, a uma cerveja gelada ao final de um dia de trabalho, a uma TV LED para ver as milhões de linhas e cores que a tecnologia pode oferecer. Vidas sem um vôozinho para o Taiti para curtir uma lua-de-mel com seu amante, feliz, dentro das águas do oceano Pacífico, enquanto ele está dentro de você.

Quer saber?
Prefiro meus sapos.

       


(Escrito onde? num vôo entre Recife e Salvador)

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...